Notícias

SindSaúde-PR protocola pedido de promoções/progressões na SESA e apresenta outras demandas urgentes

O SindSaúde-PR esteve na Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA-PR) nesta segunda-feira (23), solicitando uma audiência com o titular da pasta, Beto Preto, para tratar das demandas urgentes da categoria. Entre as pautas, estão a publicação dos nomes dos servidores que têm direito às promoções e progressões já autorizadas pelo governador, Ratinho Jr.

A diretoria do sindicato também questionou o corte de refeições das trabalhadoras e dos trabalhadores que fazem carga horária de 40 horas nas unidades hospitalares. Sem uma alimentação adequada, a SESA dificulta a proteção de profissionais e pacientes contra o vírus.

O SindSaúde-PR pediu o cancelamento do processo licitatório para as terceirizações do sistema de transporte de medicamentos e de vacinas no Paraná, já que o Estado tem servidores e veículos suficientes para a realização da tarefa.

A SESA também adotou, em alguns locais de trabalho, um modelo de registro de ponto que está causando dificuldades, especialmente pela falta de computadores. A troca de uniforme, o deslocamento até a unidade e a passagem de plantão, por exemplo, não são consideradas no registro do ponto. A diretoria pediu a revisão desse método.

Outra reivindicação é o reajuste da Gratificação para Área da Saúde (GAS) e equiparação dos valores no maior valor.

Além disso, o SindSaúde-PR cobra da SESA uma resposta sobre os casos de assédio ocorridos em Apucarana. No dia 11 de novembro, o sindicato solicitou o afastamento do chefe da divisão administrativa da 16ª Regional de Saúde e encaminhou um relatório ao secretário.

O sindicato também pretende debater a resolução 1129/2020, publicada em setembro [LINK], que distorce o conceito de teletrabalho e traz diversos prejuízos a quem aderir. O tema é extremamente importante na conjuntura atual, diante do sensível aumento de casos de Covid-19 no Paraná, pois há funções que podem ser realizadas em teletrabalho.

O SindSaúde-PR luta em defesa dos seus direitos e continuará cobrando para que o secretário receba a diretoria do sindicato e a SESA resolva essas questões o mais rápido possível.