NotíciasNotícias jurídicas

SindSaúde-PR ingressará com ações coletivas contra violações de direitos dos servidores

A direção do SindSaúde-PR vai ajuizar ações coletivas em nome do sindicato contra o governo estadual devido às diversas violações de direitos dos servidores.

A primeira ação se refere à promoção, progressão, quinquênio e abono permanência, que foram afetados pelo Decreto 4385 do governador Ratinho Jr, em uma aplicação equivocada e atropelada da Lei Complementar 173/2020, do Governo Federal.

Com relação ao teletrabalho, o SindSaúde-PR obteve sucesso em pedidos administrativos que alteraram o conteúdo da Resolução 339-10 da SESA (que teve alguns termos modificados pela Resolução 341_20). Agora, ingressaremos com uma ação coletiva própria. Ao ter o teletrabalho negado, servidoras, servidores e, principalmente, suas filhas e seus filhos estão tendo prejuízo em uma situação de pandemia, em que não há abertura de escolas. Muitas crianças estão ficando sem cuidados devidos no lar ao ficar longe também dos pais ou responsáveis.

Fonte: SindSaúde-PR