Notícias

SindSaúde-PR define estratégias contra assédio moral

O SindSaúde-PR esteve em audiência com a Controladoria Geral do Estado (CGE) para tratar das situações de assédio moral institucional. Na primeira reunião participaram, além da CGE a Corregedoria do Estado e a Ouvidoria Geral do Estado (OGE).

O sindicato propôs a criação de um fluxo de encaminhamento das demandas que são levantadas por meio da ação sindical ou que chegam de forma espontânea no SindSaúde-PR.

O SindSaúde-PR apresentou os casos que já estão em trâmites na Justiça, os que provocaram Processo Administrativo Disciplinar – PAD e, ainda em sindicância, e relatou a gravidade apresentada pelo quadro de saúde das/os servidoras/es assediadas/os.

O sindicato Informou que está acompanhando todos os casos e conta com a assessoria das suas equipes técnicas compostas por médico, psicólogo e advogados, todos especialistas no assunto.

Houve acolhimento da proposta do SindSaúde-PR por parte dos órgãos que por sua vez apresentaram as ações que desenvolvem de combate ao assédio moral no serviço público estadual.

Na segunda reunião, o sindicato solicitou informações sobre o desenvolvimento dos casos que estão na CGE e OGE, foram discutidas as possibilidades da organização do fluxo das denúncias e o acompanhamento do sindicato para cada caso individual e coletivo. Ao final da reunião foi acordado o fluxo dos encaminhamentos.

O SindSaúde-PR alerta para que as denúncias sejam efetivadas para que possamos afastar as assediadoras e os assediadores dos ambientes de trabalho da SESA. O medo incentiva a continuidade das práticas de violência moral.

DIGA NÃO AO ASSÉDIO MORAL

#DENUNCIEAOSINDSAÚDEPR