Notícias

Semana de lutas contra a Reforma Administrativa terá várias atividades

Atos 13J

Atos 13JO governo de Jair Bolsonaro faz de tudo para aprovar a Reforma Administrativa, mas a luta em defesa da Saúde e dos serviços públicos avança também, em várias frentes.

A CPI do Genocídio (oficialmente CPI da Pandemia) terá momentos importantes nesta semana, com pessoas convocadas a depor que podem trazer novas informações sobre esquemas nebulosos e crimes cometidos pelo Governo Federal na condução catastrófica (e proposital) da pandemia de Covid-19.

Além dos crimes envolvendo a recusa à compra de vacinas de alguns laboratórios e a compra superfaturada de outros, revelações mostram que há dentro do Ministério da Saúde uma disputa entre facções criminosas pelo desvio dos recursos públicos. De um lado, militares (pelo menos 8 estariam envolvidos nas tratativas para compras superfaturadas de vacinas) e, do outro, o grupo comandado pelo deputado federal Ricardo Barros (líder do governo, marido da ex-governadora Cida Borghetti, que era vice de Beto Richa e hoje ocupa cargo no Conselho da Itaipu, por indicação do governo Bolsonaro).

Por outro lado, foi na CPI que o Brasil inteiro conseguiu perceber o quanto a estabilidade dos servidores (que está ameaçada pela Reforma Administrativa) é fundamental para impedir que a corrupção se torne regra dentro do Poder público, já que a denúncia sobre as compras superfaturadas das vacinas indianas Covaxin partiu de um servidor do Ministério da Saúde que, mesmo ameaçado e perseguido, não pôde ser demitido (como o governo queria).

Nesta terça-feira (13), as centrais sindicais fazem atos online unificados no Dia Nacional de Luta contra privatizações e Reforma Administrativa. Aqui no Paraná, o SindSaúde-PR estará presente e convida toda a categoria para participar dessa luta coletiva, que é também uma luta em defesa do SUS (com transmissão pelo Facebook do sindicato e das centrais).

Já as sessões da CPI do Genocídio e as reuniões no Congresso sobre a PEC 32/2020 são transmitidas também pelas TVs Câmara e Senado, e por seus canais no Youtube.

3ª feira, 13/7
😷 9h: CPI COVID – Emanuela Batista de Souza Medrades (diretora técnica da Precisa Medicamentos – empresa que teria feito intermediação nas negociações para compra superfaturada em 1.000% da vacina Covaxin)
💣 14h30: Audiência Pública da Comissão Especial PEC 32 – Tema: Concurso Público e Vínculo de Experiência
✊ 18h: LIVE do Dia Nacional de Luta contra privatizações e Reforma Administrativa (transmissão pelo Facebook do SindSaúde-PR)
💣 19h: Reunião GT Fóruns Estaduais de Luta do Funcionalismo – Pauta: Construção do Encontro Nacional contra a PEC 32

4ª feira, 14/7
😷 9h: CPI COVID – reverendo Amilton Gomes de Paula, intermediador entre a Davati Medical Supply e o Ministério da Saúde no caso da proposta de superfaturamento de vacinas
💣 14h30: Audiência Pública da Comissão Especial PEC 32 – Tema: Condições para Aquisição de Estabilidade no Serviço Público

5ª feira, 15/7
😷 9h: CPI COVID – coronel Marcelo Blanco (ex-assessor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, para esclarecer sua presença na reunião em um restaurante de Brasília, onde teria ocorrido pedido de 1 dólar de propina por cada dose de imunizante, em negociação para compra da vacina AstraZeneca)

 

Fonte: SindSaúde Paraná