Notícias

Morte de paciente em Cascavel é fruto do descaso do Governo Estadual com a Saúde

O descaso do Governo Estadual com a saúde pública tem impactos diretos e indiretos sobre a população e a prova disso é a morte de um paciente que faleceu na terça-feira (17), em Cascavel, após uma parada cardíaca decorrente de complicações causadas pela Covid-19. Ele estava internado há 29 dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP).

Os médicos identificaram a necessidade da realização de um cateterismo. Entretanto, o equipamento necessário para a operação existente na unidade – uma máquina de hemodinâmica – já tinha mais de 15 anos de uso e era necessário um novo aparelho.

De acordo com o Conselho Municipal de Saúde, um novo custaria R$ 3,5 milhões. Desde setembro, a Secretaria de Saúde de Cascavel estava fazendo contato com os órgãos estaduais, alertando sobre os riscos da ausência desse aparelho. Além disso, descobriram que em Francisco Beltrão existe outro aparelho em estado semelhante, não utilizado há mais de três anos.

Para o SindSaúde-PR, o sucateamento da saúde pública no Paraná faz parte do projeto político do governo estadual, que retira direitos dos servidores da Saúde e, ao mesmo tempo, impede que a população receba atendimento mais humanizado e estruturado.

Reafirmamos a defesa da vida dos paranaenses e a necessidade de ampliação dos recursos para o SUS.

 

 

Fonte: Sindsaúde-PR