Notícias

Manifesto em Defesa do PL 2564/2020 que trata do Piso Salarial Nacional e Jornada de Trabalho de 30hs semanais para a Enfermagem

Pela valorização da enfermagem

O PL 2564/2020 que define o piso salarial nacional e a jornada de trabalho de 30hs semanais para a Enfermagem está pautado no Senado.

A mobilização da enfermagem pela conquista do piso salarial nacional e da jornada de trabalho de 30hs semanais ocorre desde o processo de lutas para a aprovação da Lei do Exercício Profissional, que ocorreu no de 1986, com a promulgação da Lei 7498/86. O primeiro projeto foi apresentado pela Senadora Benedita da Silva, no ano de 1989, o PL 4.499/89, e o segundo foi apresentado pelo Deputado Federal Carlos Luppi, no ano de 1991, o PL 1.719/91. Após estes anos todos, a proposta foi unificada para todas as categorias que compõem a enfermagem no PL 2564/20 que se encontra na pauta do Senado.

Fruto da mobilização da categoria por meio da articulação no Fórum Nacional da Enfermagem foi constituída uma frente parlamentar mista para o avanço nesta conquista considerando que constituímos a maior força de trabalho na saúde e realizamos os cuidados à saúde da população, cuja essencialidade e relevância têm sido evidenciadas na crise sanitária em que estamos à frente dos procedimentos vitais. Salvando vidas, confortando e apoiando pacientes e familiares no momento mais frágil de suas vidas. Nos expondo para aplicar as medidas necessárias no enfrentamento à pandemia.

O trabalho na saúde é muito mais que somente formação técnica ou acadêmica, o envolvimento emocional está muito presente na rotina destas trabalhadoras e destes trabalhadores.

A enfermagem pede socorro, estamos adoecendo devido ao alto índice de assédio moral, falta de profissionais suficientes para atender a demanda, pouca valorização no mais aterrorizante momento da história, a pandemia provocada pelo SARS-COV2 que tirou a vida de muitos profissionais que atuam na linha de frente, abalou o emocional de toda a sociedade e sobrecarregou ainda mais a enfermagem.

Pesquisas demonstram que na área da saúde é a categoria da enfermagem que lidera o número de acidentes de trabalho em decorrência da exposição constante aos riscos e constataram que uma jornada de trabalho menor beneficia com qualidade de vida para a equipe e melhora na qualidade da atenção à saúde da população.

Algumas categorias profissionais do ramo de seguridade social já conquistaram a jornada de trabalho compatível com a exposição aos riscos como fisioterapeutas, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais e técnicos de radiologia.

No mês de maio em que comemoramos a semana da enfermagem é a hora fortalecer esta luta ampliando a mobilização e a pressão junto ao Senado. A luta é constante, é preciso levar para a categoria da enfermagem informações sobre os projetos que estão em andamento para fortalecer ainda mais esta luta, pedir apoio da sociedade, pressionar os senadores e acompanhar de perto o andamento do processo para que consigamos avançar.

Por estes motivos, os sindicatos abaixo assinado, lançam este Manifesto para o fortalecimento das lutas da enfermagem  e pela articulação do Fórum Paranaense em Defesa da Enfermagem.

– SindSaúde – PR – Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos Estaduais dos Serviços de Saúde e Previdência do Paraná

– FETRASAUDE/PR – Federação dos Trabalhadores em Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Paraná.

– Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Campo Mourão;

– SINDEESSTOLEDO  – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Toledo e Região;

– SINDISAUDE – Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Serviços de Saúde de Pato Branco;

– Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Serviços de Saúde de Francisco Beltrão e Região;

– STESSMAR  – Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Serviços de Saúde de Maringá e Região;

– SINSAUDECP  – Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Serviços de Saúde de Cornélio Procópio e Região;

– Sindicato Dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Irati e Região;

– Sindicato Dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Umuarama e Região;

– Sindicato Dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Apucarana e Região;

– SINDESC  – Sindicato Dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Curitiba e Região;

– SINDESP – Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Paranavaí;

– SINDEESP – Sindicato Dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Paranaguá e

– SEESSFIR – Sindicato Dos Empregados em Estabelecimentos De Serviços de Saúde de Foz do Iguaçu e Região.

 

Fonte: SindSaúde-PR