Notícias

Londrina se mobiliza pela data base

A direção do SindSaúde-PR esteve em Londrina visitando a 17ª Regional de Saúde, Hospital Dr. Anísio Figueiredo – Zona Norte, Hospital Dr. Eulalino Ignácio De Andrade – Zona Sul, Vigilância Sanitária, Central de Transplantes e Farmácia Especial para mobilizar a categoria para a greve e tratar de assuntos de interesse do conjunto das servidoras e dos servidores da região.

Além da defasagem salarial que deve ultrapassar 36% em relação à inflação nesse mês de maio, há denúncias de práticas de assédio moral, falta de material de trabalho e de consumo como copos e papel toalha, além da qualidade ruim do material recebido e falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Trabalhadoras(es) relataram que houve caso de cirurgia não realizada por falta de material. Há também falta de pessoal causando o adiamento de férias de servidoras(es) e desvio de função.

“Fomos em todos os locais de trabalho da 17ª Regional de Saúde de Londrina e as reclamações são sempre muito parecidas, principalmente nos Hospitais, que são administrados pela Funeas (Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Estado do Paraná). Há sério problema de gestão para suprir as demandas e isso afeta diretamente a qualidade do atendimento à saúde da população. Estamos em greve e mobilizando a categoria para aderir cada vez mais ao movimento. Entendemos que só dessa maneira o governo vai nos responder”, disse Guilherme Falavinha, secretário geral do SindSaúde-PR.