Notícias

Em medida autoritária, Sesa remove todos as trabalhadoras e trabalhadores da Usav

Em uma atitude autoritária e vertical, todas as servidoras e servidores da Saúde que trabalham na Unidade de Suporte Avançado de Vida (Usav) foram realocados para outras unidades da 5ª Regional de Saúde.
Segundo a diretoria do SindSaúde-PR, a medida expedida em 26 de maio foi apenas comunicada às trabalhadoras e aos trabalhadores através de um memorando (confira aqui), no qual constava que os serviços da unidade seriam encerrados em 1 de junho, ou seja cinco dias depois.
“Isso é um desrespeito e, para piorar a situação, esses trabalhadores assistenciais e administrativos estão sendo realocados em funções distintas das quais desempenhavam anteriormente, como é o caso dos motoristas de ambulância, que agora estão dirigindo veículos oficiais convencionais”, explica a coordenadora-geral do SindSaúde-PR, Olga Estefania.
Ainda para o sindicato, tais medidas mostraram-se intransigentes por serem aplicadas em um curto período, alterando-se escalas, fluxos e jornadas de trabalho, sem que houvesse qualquer tipo de reunião, dificultando que os envolvidos pudessem adaptar suas rotinas diárias às novas funções, trajetos e horários que lhes foram designados.

O SindSaúde-PR já protocolou ofício na Sesa e no Ministério Público (MP), solicitando providências imediatas.

Fonte: Sindsaúde