Notícias

Em defesa do serviço público, greve e manifestações ocorreram no Paraná e no Brasil

Em defesa do serviço público, greve e manifestações ocorreram no Paraná e no Brasil

O projeto de Reforma Administrativa e de destruição do Estado defendido por Jair Bolsonaro está enfrentando a resistência do funcionalismo público e de diversos setores da sociedade.

Isso foi novamente provado com a grande adesão à Greve Nacional dos Servidores, realizada no dia 18 de agosto, mesma data em que ocorreram manifestações em todo o país contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020, que estabelece a Reforma.

Organizados por centrais sindicais, sindicatos e movimentos sociais, foram realizados atos em ao menos 90 cidades, incluindo 21 capitais. Em Brasília dezenas de milhares de pessoas pressionaram o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, a não colocar a PEC 32 em votação.

Houve diversos tipos de atividades, inclusive com rodovias bloqueadas. Deputados da oposição também realizaram um protesto contra a Reforma no plenário da Câmara. As paralisações de servidores públicos tiveram boa adesão e atingiram esferas municipais, estaduais e federal.

 

SindSaúde-PR e Paraná mobilizados

No Paraná, foram realizadas manifestações em pelo menos seis cidades. Confirmando seu papel de luta em defesa dos direitos das servidoras e dos servidores, o SindSaúde-PR esteve presente.

Na capital Curitiba a concentração começou no fim da tarde na Praça Santos Andrade. Também houve manifestações em Cascavel, Londrina, Maringá, Umuarama e Paranaguá.

Além do repúdio à PEC 32, os manifestantes e entidades reivindicaram auxílio emergencial no valor de R$ 600, a diminuição do desemprego, vacinação contra covid-19 em todo o Brasil e a imediata interrupção de processos de privatização, como dos Correios e da Eletrobras.

As manifestações mostraram que o governo de Jair Bolsonaro enfrentará resistências para retirar direitos dos servidores e transferir os recursos do Estado para os empresários.

É com a mobilização popular e a pressão sobre os parlamentares que a Reforma Administrativa será barrada, e cabe a cada um de nós fazer com que isso aconteça.

 

Confira mais fotos do ato aqui: