Notícias

Conquistas sindicais: mais juntas periciais e mudanças nos afastamentos por saúde mental

Conquistas sindicais: mais juntas periciais e mudanças nos afastamentos por saúde mental

Conquistas sindicais: mais juntas periciais e mudanças nos afastamentos por saúde mental

Para além das grandes mobilizações e campanhas, que são essenciais na luta por direitos, é no dia a dia que se confirma a importância da luta sindical. Isso ficou novamente evidenciado nas últimas conquistas obtidas pelo SindSaúde-PR.

Fruto da abertura de diálogo promovida pelas entidades que compõem o Fórum das Entidades Sindicais (FES), e partindo da intervenção do SindSaúde-PR em defesa dos direitos das servidoras e dos servidores da SESA-PR, foram obtidos dois importantes avanços: a criação de novas juntas periciais e mudanças nas regras de afastamento por saúde mental.

 

Juntas periciais

A criação de novas unidades de juntas periciais é uma demanda das servidoras e dos servidores, uma vez que atualmente há apenas três unidades e isso exige, muitas vezes, que as pessoas façam deslocamentos longos e cansativos.

Segundo o chefe da Divisão de Perícia Médica (DPM) no estado do Paraná, Fernando Fabiano Castellano Junior, já foi iniciado um projeto-piloto que cria juntas com médicos em localidades não cobertas pelas atuais unidades.

“A ideia é que no máximo em dois ou três meses tenhamos esse processo totalmente incorporado como rotina, dentro da nossa capacidade de atendimento”, afirmou Castellano. “Todos os casos que precisarem de junta, indicados pela perícia, nós faremos a solicitação”, garantiu.

O SindSaúde-PR e as demais entidades do FES continuarão cobrando que isso seja efetivado.

 

Afastamento por saúde mental

Outro avanço concretizado após as cobranças do SindSaúde-PR e das demais entidades que representam o funcionalismo estadual foi a mudança no protocolo de afastamento por questões relativas à saúde mental.

Como resultado das articulações, o Conselho Regional de Medicina (CRM), a Associação Paranaense de Psiquiatria e a Divisão de Perícia Médica do Estado (DPM) do Paraná elaboraram uma nota-técnica conjunta sugerindo mudanças na emissão dos atestados e nos períodos de afastamento para determinadas condições de saúde mental.

Isso representará um grande avanço, porque atualmente as possibilidades de afastamento são reduzidas e há muitos obstáculos que prejudicam servidoras e servidores submetidos ao estresse relacionado ao trabalho.

Com as mudanças, haverá, inclusive, a criação de avaliações periódicas para o acompanhamento das abordagens terapêuticas e sua evolução.

O SindSaúde-PR segue atento e atuante para enfrentar os problemas que afetam o dia a dia das servidoras e dos servidores da SESA-PR.

Fonte: SindSaúde-PR