Notícias

18 de agosto é dia de greve nacional contra a Reforma Administrativa

18 de agosto é dia de greve nacional contra a Reforma Administrativa

18 de agosto é dia de greve nacional contra a Reforma Administrativa

O funcionalismo público está alerta e mobilizado contra as propostas de destruição do Estado brasileiro. Por isso, em 18 de agosto (quarta-feira) será realizada uma Greve Nacional em Defesa dos Serviços Públicos.

A paralisação de um dia servirá, principalmente, como alerta contra a Reforma Administrativa – Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020 do governo de Jair Bolsonaro, que pretende destruir o serviço público no Brasil, retirar direitos dos servidores, transferir recursos para empresários e aumentar as possibilidades de corrupção e loteamento político do Estado.

 – Veja neste link como a Reforma vai afetar as servidoras e os servidores da Saúde

Haverá paralisações e mobilizações em todo o país para pressionar os deputados a não aprovarem a PEC.

No Paraná não será diferente, confira abaixo algumas das manifestações previstas para 18 de agosto.

Curitiba: 17h, na Praça Santos Andrade.

– Cascavel:  9h, em frente à Catedral

– Londrina: 10h. no calçadão em frente ao Banco do Brasil

– Maringá: 16h, em frente ao terminal de ônibus

– Umuarama: 9h, em frente ao Pronto Atendimento de Umuarama

– Paranaguá: 17h, na Praça dos Leões

Além dos atos de rua, é importante fazermos manifestações nas redes sociais e pressão junto aos parlamentares para barrar a Reforma Administrativa. Você pode contribuir entrando neste site aqui: https://napressao.org.br/campanha/diga-nao-a-reforma-administrativa

Para reforçar a luta, as principais centrais sindicais do país estão convocando, nesta mesma data, um Dia Nacional de Lutas contra outros ataques à classe trabalhadora promovidos por Bolsonaro e setores oportunistas, como a privatização da Eletrobras e dos Correios, a Medida Provisória 1045 (que promove uma mini Reforma Trabalhista), o desemprego e a fome no país, entre outras bandeiras.

Valorize o serviço público e os seus direitos, participe do grande NÃO à Reforma Administrativa!

Fonte: SindSaúde-PR