SindSaude Quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Notícias

Imprimir
  • 17/04/2019

    Alto Risco para HZS e HZN

    Alto Risco para HZS e HZN
    Secretário ou é cego ou nada vê

    Londrina pode ganhar novos problemas gerados pelo secretário Beto Preto. Usuárias/os e servidoras/es dos hospitais Zona Norte e Zona Sul podem se preparar pra defender essas unidades. Isso tudo porque o secretário de Estado da Saúde, em entrevista à rádio CBN de Londrina, na última terça-feira, 16, afirmou que esses hospitais estão sem chefia porque provavelmente vão para a Funeas.

    Preto não deu prazo para essa tragédia acontecer, mas dá a entender que pode ocorrer em breve. E assegurou que mesmo essas unidades estando há mais de 100 dias sem direção clínica, de enfermagem e administrativo, os hospitais estão bem assessorados pelas/os funcionárias/os responsáveis pelos setores.

    Assim como a maioria dos entreguistas, o secretário garantiu que entregar essas duas unidades, recentemente elogiadas por ele, terão mais rapidez na contratação de serviços, terão mais agilidade e o serviço a ser ofertado à população será ampliado.

    Funeas – A realidade das unidades que estão sob administração da Fundação Estatal é, no mínimo terrível. Falta tudo: saco de lixo, álcool 70, medicamentos e pessoal. Aliás, a Sesa vive socorrendo a incompetente Fundação. Na nossa opinião, o dinheiro que a Secretaria destina à Funeas já pode gerar ações de responsabilidade.

    Parece que o secretário toma decisões sem aprofundar a análise sobre o descalabro que a Funeas representa à frente da administração do Hospital Regional do Litoral, do Centro Hospitalar de Reabilitação, do Hospital de Guaraqueçaba, do de Campo Largo, e do Sudoeste.

    Para se ter uma ideia da cegueira desse secretário, ele afirmou que “a gestão fica mais ágil na Funeas do que na Secretaria”. E pior: ainda exemplifica como modelo o Hospital Regional do Litoral e o Hospital Regional do Sudoeste.

    Clique AQUI e acesse o problema de cada hospital gerido pela Fundação Estatal.

    Constatação O SindSaúde, sempre que vai nas unidades administradas pela Fundação, consegue uma lista de seríssimos problemas que as/os trabalhadoras/es trazem ao conhecimento do Sindicato. Problemas esses criados pela própria Funeas e que a Fundação nunca conseguiu resolver.

    Que esses exemplos sirvam pra respaldar a nossa luta para que o HZN e o HZS não sejam atacados por essa bactéria chamada Funeas. Se hoje você já acha que a situação não é boa nos hospitais, não deixe que piore. Vamos juntos construir um plano de ação para barrar a entrada da Funeas nesses hospitais.

    Desafio  O SindSaúde faz um convite ao secretário: vamos juntos, sem aviso prévio, visitar o HRL, o Hospital de Telêmaco, o Hospital Infantil de Campo Largo e o HRS para ver qual a situação real desses estabelecimentos. O que sobra e o que falta.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS