SindSaude Terça-feira, 19 de novembro de 2019

Notícias

Imprimir
  • 27/03/2019

    Funeas na mira do TCE

    Funeas na mira do TCE
    Ex-presidente da Fundação foi multado por problemas nas contas de 2017

    O Tribunal de Contas do Estado –TCE – fez diversas ressalvas na prestação de contas da Funeas referente ao exercício de 2017. As inconsistências geraram uma multa para o ex-presidente da Fundação, Carlos Lorga, no valor de R$ 3 mil. Segundo o órgão fiscalizador, a administração da Funeas deixou de entregar ou entregou com atraso uma série de informações.

    Esse é um dos motivos pelos quais o SindSaúde é terminantemente contra a existência dessa Fundação. Além das péssimas condições das unidades que ela administra, a falta de transparência com os recursos públicos destinados fazem dela uma ameaça aos recursos da saúde pública.

    Inconsistência – De acordo com as acusações do desembargador relator do caso, Fernando Guimarães, existem inconsistências entre o que consta no balanço patrimonial da Fundação e os dados lançados no Sistema Estadual de Informações – SEI – do Tribunal. Dados como o balanço financeiro do exercício não foram encaminhados como rege a Lei.

    Puxão de orelhas - As ressalvas nas contas da Fundação foram aprovadas por unanimidade pelos conselheiros do TCE. O relator ainda alegou que a Funeas deve “aprimorar seus processos de planejamento, adequar seus processos de trabalho e formalizar seus instrumentos de gestão, com a meta de atingir as finalidades legais para as quais a entidade foi idealizada”.

    Confira AQUI a notícia do TCE na íntegra.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS