SindSaude Segunda-feira, 22 de abril de 2019

Notícias

Imprimir
  • 01/02/2019

    Novas revelações do esquema fura-fila

    Novas revelações do esquema fura-fila
    Ex-deputado envolvido em fraude no SUS

    O Ministério Público do Paraná – MP-PR – divulgou novas conversas telefônicas de pessoas envolvidas no esquema formado para furar filas do SUS, entre elas o ex-deputado Ademir Bier. Em uma conversa o político promete agilizar o procedimento médico para uma eleitora na véspera das eleições de 2018.

    Batizada pelo MP-PR de Operação Mustela, a investigação envolve um esquema estadual de fraude que envolve assessores parlamentares, funcionários de hospitais privados e médicos. Divulgada pela primeira vez em dezembro, a Operação já levou para a cadeia doze pessoas, inclusive Lourival Aparecido Pavão, que foi assessor do atual governador na Assembleia Legislativa.

    De acordo com outra conversa interceptada pelo MP, agora de Paulo Roberto Mendes, o Paulinho, assessor do ex-deputado Ademir Bier, o esquema já durava mais de dez anos e teria atingido 15 mil pessoas. Na mesma conversa ele ainda lamenta que apesar de todo o esquema o deputado não conseguiu se reeleger.

    Esquema Para conseguir furar a fila do SUS e agradar eleitores, a quadrilha contava com a participação de funcionárias/os dos hospitais e de médicas/os. Embora os procedimentos fossem bancados pelo SUS, os pacientes eram obrigados a pagar os chamados “pacotinhos”, que custavam entre R$ 2 e 8 mil conforme a complexidade do procedimento.


    *Arte - Reprodução RPC

    Solumedi A empresa, que já teve o grupo empresarial do apresentador de TV Carlos Massa, pai de Ratinho Júnior, como um dos acionistas, é apontada como uma das facilitadoras do esquema por supostamente apontar possíveis interessados para a quadrilha. A sede da empresa foi alvo de mandados de busca e apreensão.

    Pente fino Está aí mais um ponto que carece receber uma investigação séria, um pente fino como diz o governador. Em tempos em que muitos trabalham para desqualificar e/ou encolher o tamanho do SUS, é fundamental olhar para esse tipo de esquema, na maioria das vezes enraizado nas instâncias políticas.

    Confira AQUI mais detalhes sobre o assunto na reportagem do G1 Paraná.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS