SindSaude Terça-feira, 19 de novembro de 2019

Notícias

Imprimir
  • 09/01/2019

    Mostre a que veio

    Mostre a que veio
    Alexandre Mazzo / GP
    Nossa pauta de reivindicações foi entregue ao novo governo

    O SindSaúde enviou essa semana ao governador Ratinho Junior a pauta de reivindicações da brava gente da saúde. Composta por 16 itens, a lista foi aprovada pela categoria na assembleia do dia 8 de dezembro. A expectativa agora é o agendamento da primeira reunião de negociação. O governador disse durante a campanha que esse primeiro contato aconteceria ainda em janeiro.

    O ponto prioritário da pauta é o reajuste salarial. Desde 2015 já há uma defasagem de 15% no nosso salário. Em 2018, ainda como deputado estadual, Ratinho Junior chegou a defender um reajuste salarial maior que o proposto pelo governo Cida. Já as declarações do governo de transição foram mais preocupantes, condicionando o reajuste à realidade.

    Realidade? - Com os R$ 7 bilhões da previdência do funcionalismo no caixa do Estado e sem sofrer consequências por negar o reajuste previsto em lei para as/os servidoras/es, o governo tem todas as condições de pagar o reajuste já em janeiro. Houve um superávit na gestão anterior de 2 bilhões de reais, dinheiro que já deveria estar no orçamento do funcionalismo.

    Ao contrário do que houve em anos anteriores, quando a equipe do governador subestimava o que seria arrecadado, a atual gestão está sendo otimista. A expectativa é de crescer 5% em 2019. Só na área da saúde a previsão é de que haja 9 bilhões a mais em recursos.

    Como uma luva – Esse incremento da receita permite a solução de outro ponto central da nossa pauta: a correção da GAS. A perda acumulada já é de 35%. Por falar em GAS, outra reivindicação presente na nossa pauta é o pagamento do valor maior para todos. Atualmente quem trabalha em unidades de alta complexidade recebe R$ 1.223,68 e os demais recebem R$ 874,05.

    Fique atenta/o! – Precisamos mostrar nossa capacidade de organização já na primeira reunião com essa gestão. Fique de olho nos nossos canais de comunicação, assim que a reunião for agendada vamos fazer ampla divulgação e convocar a categoria para estar presente.

    Clique AQUI e confira a Carta Completa.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS