SindSaude Terça-feira, 20 de novembro de 2018

Notícias

Imprimir
  • 31/10/2018

    Concurso 73/2016 prorrogado!

    Concurso 73/2016 prorrogado!
    Notícia é uma mistura de alento com indignação

    Em maio deste ano o SindSaúde já havia adiantado a informação de que a Secretaria de Saúde – Sesa – iria prorrogar o prazo do concurso público de 2016 por mais dois anos. Somente ontem, 30/10, saiu a publicação em Diário Oficial. Sem ter cumprido o objetivo inicial de contratar pelo menos as 969 vagas previstas em edital, a gestão não tinha outra alternativa senão prorrogar o prazo de validade do certame e, com isso, ganhar mais tempo.

    A informação é um alento para aqueles concursados que temiam que o prazo expirasse sem sair a tão sonhada convocação. Mas é de se indignar que em dois anos o Estado não tenha cumprido com o mínimo de contratações que havia estipulado no edital. O futuro é ainda mais incerto para as vagas de cadastro de reserva. Nesse cenário vai ter espaço para uma ampliação de vagas que ajude a suprir a enorme carência de pessoal?

    A essa questão a Sesa não responde. Sob o discurso de crise econômica e corte de gastos do Poder Executivo, o que vimos nestes dois anos foi um concurso sendo literalmente empurrado com a barriga. Sem metas, sem cronogramas e até sem esperança. Enquanto isso o furo de mais de 3000 servidoras/es na Secretaria só aumenta.

    História – A Sesa é um órgão que tem feito concurso. Pra isso o SindSaúde fez muitas ações de impacto. Dessas ações surgiram os concursos de 2004, 2009 e 2016. Pena que a Sesa fica regulando o ingresso e o número de nomeações. A necessidade e gigantesca.

    Números – Os números que a Secretaria traz no relatório de gestão são arrasadores. Em 31 de agosto deste ano, a Sesa tinha 7.929 servidores. Há sete anos, no início do governo do PSDB, tínhamos pouco mais de nove mil servidoras/es. Na real, houve um decréscimo de mais de 1400 servidoras/es.

    Só nesse ano, até 31 de agosto, perdemos 112 servidoras/es por exoneração, quatro mortes e 390 trabalhadoras/es que se aposentaram.

    Caos administrativo – É tamanha a falta de planejamento que paralelo ao concurso a Sesa anunciou a ampliação das contratações pela Funeas, e logo para as mesmas unidades onde existem aprovados ansiosos para trabalhar. Como era de se esperar tal ação gerou uma avalanche de mandados de segurança pra cima do governo.

    Gestão desastrosa – A política implantada na gestão de Beto Richa/Michele Caputo Neto e que teve continuidade com a não reeleita Cida Borghetti foi desastrosa para o serviço público. As terceirizações de alguns setores implantadas nas Unidades Sesa e, principalmente, a criação da Funeas, são medidas que mostram que o objetivo desse grupo político foi realmente o de enfraquecer o setor público, impactando diretamente no número reduzido de convocações.


    * Reprodução Diário Oficial do Estado.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS