SindSaude Segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Notícias

Imprimir
  • 27/09/2018

    Calote do governo gera dúvida para os servidores

    Calote do governo gera dúvida para os servidores
    Quem teve progressão negada em 2017 precisa tomar uma decisão

    O governo Richa terminou, ele já foi até preso, mas os seus desmandos seguem a infortunar as/os servidoras/es. Ao negar a segunda progressão por título em 2017, o governo causou um descompasso na carreira da brava gente. O prejuízo de não crescer na carreira já é fato, mas o QPSS permite que o servidor utilize uma estratégia para minimizar a perda.

    Isso porque daqui a dois anos, em 2020, essas/es servidoras/es terão direito à primeira promoção, que leva de uma classe para outra, e vão ter a opção de usar o tempo de trabalho não utilizado para crescimento na Classe C na Classe B, em que os valores são bem maiores. Vale ressaltar que esse fenômeno só ocorreu por conta do atraso do governo.

    De maneira resumida: ou o servidor pede a segunda progressão já e cresce na Classe C com um valor X ou fica sem nada agora e daqui dois anos protocola a segunda progressão junto com a primeira promoção, recebendo mais pelo avanço da segunda progressão.

    Assim, ao invés de mudar para o primeiro degrau da Classe B - B1 - a pessoa mudaria já para o terceiro - B3 – em que o valor é maior e, com o passar do tempo, compensaria o período sem avanço na carreira em 2018 e 2019.

    O Sindicato fez as contas e, em média, até 2022, a diferença entre receber agora e aguardar os dois anos significa algo em torno de um salário a mais. Se calcularmos até 2030, quando o servidor recebe a segunda promoção - Classe B para a A - e teoricamente tudo voltaria ao normal, o ganho seria ainda maior.

    O que fazer? – Infelizmente a decisão fica a cargo de cada um. Ao final da matéria disponibilizamos um infográfico e uma tabela que ajudam no raciocínio. Embora o ganho seja grande, temos de levar em consideração que a categoria está há três anos sem reajuste e um ganho salarial agora pode fazer a diferença para muita gente.

    Confira AQUI estudo detalhado da situação.

    Confira AQUI a tabela salarial do QPSS. 

    Confira abaixo uma simulação da diferença de valores feita com base no cargo de promotor de saúde fundamental. Mais detalhes sobre os outros cargos você pode conferir no link do estudo detalhado sobre o assunto.


    Nessa simulação levamos em conta apenas o salário base. 

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS