SindSaude Sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Notícias

Imprimir
  • 19/06/2018

    Não é pelos 2,76%

    Não é pelos 2,76%
    Pressão tem de ser intensificada

    O governo recebeu ontem, 18, uma comissão de representantes do Fórum das Entidades Sindicais. Mais uma vez, a chefe do Executivo, Cida Borghetti, disse estar aberta ao diálogo, mas precisa consultar a Secretaria da Fazenda para saber da possibilidade de dar a reposição e adiou o possível envio do projeto para terça-feira, 26. Precisa de mais uma semana para pensar como atender essa grande parcela das/os servidoras/es.

    A governadora ainda afirmou que, se houvesse dinheiro, ela já teria enviado o projeto de lei de reposição para o funcionalismo do Poder Executivo. Pela afirmação da governadora parece que ela quer diminuir o índice de reajuste do Legislativo e Judiciário para ter como pagar a nossa data-base. Isso significa que o índice de reajuste pode nem chegar a 2%.

    Passinhos Uma pequena vitória foi a suspensão da votação do projeto de lei que garantia a reposição salarial apenas para as/os servidoras/es dos poderes Legislativo e Judiciário, Tribunal de Contas e Ministério Público. Essa foi a segunda vez que os projetos deixaram de ser apreciados. Uma na primeira semana da vigília e outra ontem, 18, quando o funcionalismo compareceu com força na Praça do Massacre.

    Mas as/os parlamentares já adiantaram que não tem mais suspensão. Com ou sem a mensagem de reposição para as/os servidoras/es do Poder Executivo, o projeto de reajuste para as/os funcionários dos demais poderes serão votados.

    Vale frisar que o SindSaúde não é contra o reajuste das/os funcionárias/os de outros poderes. Tudo o que queremos é isonomia.

    Que categorias o Poder Executivo abrange? – São as/os policiais, professoras/es e funcionárias/os de escola, servidoras/es da agricultura, do meio ambiente, das universidades, da cultura, do planejamento, do Departamento de Estradas e Rodagem, das/os agentes penitenciários, da saúde, entre outras.

    Penúria – As/os servidoras/es do Poder Executivo estão há quase três anos sem reajuste. A perda é de 12,6%. Os servidores do Judiciário, do Legislativo, do Ministério Público e do Tribunal de Contas tiveram reajuste, e o projeto de lei de reposição salarial desse ano está para ser votado pelas/os parlamentares ainda este mês.

    Frisando que o congelamento do salário está sendo para todas as categorias que compõem o Poder Executivo.

    Por outro lado... – Um governo que não para de gastar em propaganda. Que mantém atitudes questionáveis de distribuição de dinheiro sem ter rígido acompanhamento e controle da aplicação desses recursos. Um governo que pegou mais de R$ 4 bi da previdência das/os servidoras/es ainda se sente confortável em dizer que não há dinheiro para o reajuste. Isso é ou não é o fim dos tempos? O que fazer com um governo como este?

    Parar! Lutar!
    Só a luta muda a vida!
    Diálogo sem solução é pura enganação!

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS