SindSaude Domingo, 20 de maio de 2018

Notícias

  • 04/05/2018

    O que tem de novo na Sesa?

    O que tem de novo na Sesa?
    Gestão começa com promessas e sem prazos definidos
    Aconteceu na quarta-feira, 2/5, a reunião entre Sindicato e Secretaria Estadual de Saúde. Esse foi o primeiro contato da direção sindical com a gestão. Mas de concreto nenhum aceno.
    O secretário Antonio Carlos Nardi adiantou que ainda está tomando pé da Pasta. Vamos repassar cada item tratado na reunião de negociação.

    Reajuste salarial – Sobre o assunto, Nardi se comprometeu a levar a pauta de reivindicações da brava gente à governadora Cida Borghetti.

    Migração dos Aposentados
    – O secretário afirmou que está se apropriando da discussão e que logo teremos uma resposta. O SindSaúde resgatou que, em dezembro do ano passado, depois de quase um ano de apresentação de argumentações por parte do jurídico do Sindicato, a Sesa reconheceu o direito das/os aposentadas/os a receber as progressões que adquiriram quando estavam na ativa. O decreto foi publicado no diário oficial como sendo avanço na carreira. Mas o dinheiro do crescimento ainda não apareceu no contracheque. Exigimos que seja implantado e pago o retroativo a quem está sendo penalizado.

    Reajuste da GAS – De acordo com Nardi, o reajuste de 27% na nossa gratificação só sai se houver reajuste da data-base. Ou seja. Ou a categoria em peso vai pra cima e mostra o que quer ou nada cairá do céu.

    Unificação da GAS pelo maior valor – O secretário afirmou desconhecer a existência da Comissão que estudava o assunto. Ele assegurou que as atividades da Comissão serão retomadas. Essa resposta é uma afronta, já que o diretor-geral da Secretaria, Sesifredo Paz, sabe bem do assunto e pode bem assessorar o novo secretário respaldando essa reivindicação.

    Redução da jornada
    - O projeto apresentado pelo SindSaúde será reencaminhado para a Secretaria da Fazenda - Sefa. Ou seja. Mais uma enrolação.

    Chamamento dos aprovadas/os – De acordo com Nardi, 55 serão chamadas/os para o Hemepar e, em dezembro, o concurso será prorrogado para mais dois anos.

    Alimentação – A nossa reivindicação é que seja assegurado, por meio de lei, o retorno da alimentação para quem trabalha oito horas em unidades hospitalares. Nardi não demonstra interesse em propor alteração na lei.

    HRSS – O secretário afirmou que não ocorrerão transferências arbitrárias.

    Ligações estreitas – A governadora e o secretário Nardi são de Maringá. O secretário tem porta aberta com a governadora. Mas pelo jeito a gestão do trabalho com valorização das/os servidoras/es não figura entre os assuntos de interesse. Portanto, temos de lembrar que para mudar esse quadro ou a gente toma atitudes que de fato pressionem mesmo ou a lenga-lenga vai continuar.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Notícias relacionadas

Nenhum registro encontrado.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS