SindSaude Quinta-feira, 26 de abril de 2018

Notícias

  • 26/03/2018

    Pressão pelo reajuste salarial

    Pressão pelo reajuste salarial
    Fotos: Marcio Mittelbach
    Assembleia decidiu por dois dias de manifestação antes da saída de Richa

    Servidoras e servidores de todo o Estado estiveram na assembleia do último sábado, 24/3. O encontro recebeu um grande debate que contou com a participação de militantes de outros sindicatos e com o assessor econômico do Sindicato, Cid Cordeiro. Pela data-base, a categoria decidiu fazer manifestação nos dias 3 e 4 de abril, ainda na gestão Richa.

    De acordo com o economista convidado, só em 2017 o funcionalismo deixou de receber um salário inteiro. “É como se o governador não tivesse pago o décimo terceiro”. Por isso a mobilização do mês que vem é tão importante. Não podemos deixar esse governador, um dos piores da história, deixar o cargo sem um grande protesto.

    24 Março - Assembleia 

    Conjuntura -Para ajudar a brava gente a refletir sobre o momento da luta, foi convidado o professor da rede estadual de ensino e dirigente sindical, Rodrigo Tomazini. Ele fez uma análise das lutas durante o governo Richa e ressaltou a importância de os sindicatos não se fecharem em sua realidade. “Temos de ter muita paciência para falar com as pessoas, só com o apoio deles é que será possível avançar”.

    Também participaram da discussão a professora universitária aposentada dirigente do Andes – Sindicato Nacional Dos docentes -, Maria Sueli Soares, que ressaltou a necessidade de unidade da classe trabalhadora e na maior discussão de temas como a dívida pública, e Zé Maria Marques, presidente do Sinteemar de Maringá. Marques também falou sobre os ataques vividos nos últimos anos, principalmente ataque contra ParanaPrevidência, da qual ele é um dos conselheiros. “O movimento sindical nunca navegou por águas mansas, mas igual esse governo pra atacar nossos direitos não teve.

    Agenda –Então anote aí. Dias 3 e 4 teremos dois dias de mobilização. Quem não pode em um dia participa no outro. A ideia é fazer grandes atos na capital e no interior. Dar um enorme passa fora no governador e mostrar nossa indignação e sofrimento com o calote no reajuste salarial. Os atos também serão mais um passo rumo a um movimento de suspensão das atividades. Também ficou estabelecido que no dia 28 de abril terá assembleia para discutir a campanha de lutas 2018. Programe-se e discuta esses assuntos com as/os colegas de trabalho!

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS