SindSaude Sábado, 16 de novembro de 2019

Notícias

Imprimir
  • 26/03/2018

    Polícia de Beto Richa impede que Sindicato se manifeste

    Polícia de Beto Richa impede que Sindicato se manifeste
    Polícia acompanha manifestação dos servidores em Curitiba
    Inauguração de ala da Santa Casa em Campo Mourão tem forte esquema de segurança

    O governador Beto Richa, que já anunciou a renúncia para o próximo dia 6 de abril, não vai deixar saudades. Os atos antissindicais desta gestão mostram como esse governo é avesso a estabelecer relações democráticas de trabalho.

    E nesta segunda-feira, 26 de março, a equipe sindical foi cumprir a deliberação de assembleia de seguir o governador Beto Richa e o secretário-candidato, Caputo Neto, e incomodar a campanha descarada que os dois estão fazendo e usando o dinheiro da população para palanque eleitoral.

    Para tanto, foram a Campo Mourão, onde teve a inauguração da maternidade da Santa Casa do município. Pois a equipe sindical se deparou com um efetivo policial desproporcional ao evento e muito bem afiado. Impediram a circulação dos dirigentes, que estavam ali para denunciar a farsa que eles são e os repasses que este governo já fez à Santa Casa com dinheiro que teria de ir para o Sistema Único de Saúde, que foi abandonado à própria sorte.

    Dados - Nenhum hospital da rede da Secretaria de Estado da Saúde recebeu tanto recurso como essa Santa Casa! Em 1997, o governo Lerner repassou R$ 500 mil de um Programa do Banco Mundial chamado Reforsus. Dinheiro externo recebido via Banco Mundial, que aumentou a dívida externa do país. Ou seja, é o povo pagando juros e mais juros para ter a Santa Casa.

    Dúvidas– A Santa Casa está no HospSUS, mas será que atingiu a meta de diminuir o número de cesáreas? Fazer cesárea requer maior dedicação do médico, maior tempo de observação e acompanhamento. Será que a equipe está em educação permanente para cumprir essa meta? Será que tem equipe completa para garantir o parto seguro e humanizado às gestantes? Só sabemos que o dinheiro que a Santa Casa recebe por integrar o programa mãe paranaense cai na conta mês a mês. Em 2017 a Santa Casa recebeu R$ 1 milhão 53 mil 3333 reais e 31 centavos. Isso só de incentivo estadual, sem contar o restante.

    Para atender a rede chamada urgência e emergência a Santa Casa embolsou R$1 milhão 685 mil 333 e 38 centavos! Em 2016 a Santa Casa recebeu um total de R$ 1.386.023,84 só de incentivo estadual.

    Resumindo – A Santa Casa foi construída e ampliada lá nos meados de 95, recebendo equipamentos, dinheiro e apoio total do cofre público. Mantém-se em funcionamento tendo como receita principal não só o que produz, mas as emendas parlamentares e o dinheiro que sempre vieram de vários programas do governo. O SindSaúde acompanha o HospSUS e não acreditamos nas metas que dizem ser cumpridas para receber o dinheiro não. Esses programas têm avaliação bastante frouxa, não tem auditoria pra valer!

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS