SindSaude Quinta-feira, 21 de junho de 2018

Notícias

  • 06/03/2018

    Novo pacote põe fim à licença-prêmio

    Novo pacote põe fim à licença-prêmio
    Servidoras/es municipais em protesto na Câmara de Vereadores
    Direito dos servidores de Curitiba vai pro vinagre caso projeto seja aprovado

    É de arrepiar como toda a classe trabalhadora tem perdido direitos. Seja celetista ou estatutário.

    O prefeito Rafael Waldomiro Greca de Macedo, do PMN, de Curitiba, eleito com apoio do governador Beto Richa, já congelou os avanços nos plano de carreira dos servidores. Já mexeu com o fundo de previdência municipal e usou de violência policial para conseguir isso. Agora toma nova decisão e sob o pretexto de economizar, de cortar gastos, enviou projeto à Câmara de Vereadores. O projeto acaba com a licença-prêmio das/os novas/os servidoras/es da capital.

    As normas para concessão da licença-prêmio das/os atuais servidoras/es já foram mudadas quando entrou o chamado de plano de recuperação de Curitiba. Se esse projeto for aprovado, as/os novas/os servidoras/es não terão mais esse direito, que é o da licença remunerada de três meses a cada cinco anos.

    Pior a emenda Greca, que prometeu durante a campanha eleitoral que suas decisões valorizariam o funcionalismo, agora vem com sorrisos sarcásticos justificando que enviou o projeto para conter os gastos e diz ainda que é para igualar as/os servidoras/es aos trabalhadores da iniciativa privada. Para o prefeito bufão, a licença é classificada como folga remunerada.

    O deputado Tadeu Veneri disse ontem, 5/3, na Assembleia Legislativa que Greca alega que o servidor que comparece ao trabalho não merece prêmio. É dever. Tadeu destaca que o prefeito esquece de mencionar que também é dever dele pagar a reposição salarial dos servidores, que foi zero este ano. Um prefeito que não honra os compromissos assumidos em campanha, que não quer pagar o que é devido por lei aos servidores e que se apropria de recursos de previdência, não tem legitimidade para retirar uma conquista histórica dos trabalhadores do serviço público municipal.

    Filho de peixe... – O prefeito Rafael Greca foi afilhado de Jaime Lerner, aquele governador que, ao entrar, suspendeu a concessão de licença-prêmio para todo o conjunto do funcionalismo. Não é só isso. Foi eleito prefeito de Curitiba com a ajuda do maior caloteiro do Estado: Beto Richa.

    Confira AQUI o projeto da prefeitura na íntegra:

    Nas redes - Nosso compromisso é não ser omisso quando trabalhadoras/es estão por ser massacradas/os. Então, entre na rede social e mostre sua indignação com essa medida. Greca precisa se sentir desautorizado.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS