SindSaude Sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Notícias

  • 31/01/2018

    Surto de febre amarela é uma ameaça

    Surto de febre amarela é uma ameaça
    Em carta, Abrasco faz o alerta para que o MS intensifique o combate à doença

    A Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco – divulgou carta dirigida ao Ministério da Saúde – MS – fazendo um alerta sobre o surto de febre amarela que atinge o país. Enquanto as autoridades afirmam que até o momento só há o registro da febre amarela na forma silvestre, a carta lançada pela Abrasco questiona essa afirmação. Isso porque o sistema de vigilância epidemiológica não é tão sensível para fazer essa distinção.

    A situação precisa de muita atenção das autoridades sanitárias, que devem fornecer todo o apoio no combate à doença, desde o fornecimento de materiais necessários e também na ampla divulgação de informações, para que não haja furos e que o sistema público de saúde possa ter um enfrentamento à altura desse problema.

    O SindSaúde lembra que a cada dia estamos retrocedendo na história. O último caso de febre amarela no meio urbano no Brasil foi em 1942! Isso é sinal do desfinanciamento da saúde e da falta de compromisso dos vários níveis de gestão com o direito à vida. E em meio a todo esse problema o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou que vai tirar o time do Ministério para cuidar de seus interesses particulares na eleições.

    Leia AQUI a íntegra da carta divulgada pela Abrasco.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS