SindSaude Domingo, 19 de novembro de 2017

Notícias

  • 09/11/2017

    O HRS é do povo e obrigação da Sesa

    O HRS é do povo e obrigação da Sesa
    Campanha com a população visa a evitar que a Funeas assuma o Hospital

    Se o governo do Estado pretendia transferir a administração do Hospital Regional do Sudoeste – HRS – para a Funeas - Fundação Estatal de Atenção em Saúde - sem dialogar com a sociedade, o Sindicato e os movimentos populares do Sudoeste querem pôr fim a esse plano. Nos dias 8 e 9 de novembro o Sindicato esteve no Centro de Francisco Beltrão para alertar a população sobre os perigos de repassar a administração do Hospital para a iniciativa privada.

    Além das informações sobre o Regional a brava gente do HRS aproveitou para prestar um serviço à população. Foram centenas de testes de glicemia e aferição da pressão. Enquanto os cidadãos checavam a Saúde ficavam sabendo do que pode vir a acontecer com o Hospital, que é símbolo da organização e combatividade do povo da Região. Reivindicação antiga de sindicatos e entidades do Sudoeste, o Regional foi construído em 2010 e tem hoje 102 leitos em funcionamento.

    Mesmo com todas as dificuldades das trabalhadoras e trabalhadores do Hospital, que enfrentam o déficit de pessoal e as maldades do governador, a avaliação da população sobre o atendimento é muito boa. “Se o atendimento hoje está bom, por que o governo quer mexer?”, indagaram vários cidadãos.

    Experiências – Entre os diversos argumentos apresentados à população o mais preocupante é a situação das unidades já assumidas pela Funeas. No HRL, por exemplo, em Paranaguá, a situação só piorou. Mesmo com a Funeas recebendo R$ 90 milhões em recursos do Fundo Estadual de Saúde em 2017, o HRL passa por uma crise de falta de medicamentos, agulha para diluir medicamentos e itens básicos como água sanitária e sabonete para a higiene dos pacientes.

    Sociedade unida – Para realizar a ação, o Sindicato contou com o apoio do Fórum das Entidades do Sudoeste. Depois de anos de batalhas para construir o HRS ninguém quer assistir à entrega desse patrimônio aos cuidados de uma Fundação para lá de suspeita. A administração da Funeas é inteira composta por pessoas ligadas e parentes do alto escalão da Sesa.

    Medidas Ainda em 2015 o Sindicato protocolou uma ação de inconstitucionalidade – Adin – contra o repasse da administração de unidades à iniciativa privada. Afinal, de acordo com o artigo 196 da Constituição, Saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Enquanto a Justiça não se posiciona, o Sindicato vai realizar um abaixo-assinado com a população a partir de segunda-feira.

    O Sindicato parabeniza a brava gente que não se intimida, vê as peripécias do governador e vai atrás para tentar reverter.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS