SindSaude Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias

  • 10/10/2017

    Reajustes e investimentos congelados

    Reajustes e investimentos congelados
    Emenda da oposição é rejeitada e PL do freezer é aprovado

    Se pensarmos em breve resgate do que vem acontecendo no Brasil no últimos dois anos, poderíamos elencar que

    - Veio à tona a corrupção em todos os níveis e poderes. Beto Richa envolvido em corrupção, prefeitos, governadores, vereadores, ministros, deputadas/os e senadoras/es presos.

    - Sistema judiciário agindo de acordo com interesses políticos, ora corretamente ora conivente com a perpetuação da ação criminosa da devastação do recurso público feito por políticos e empreiteiras.

    - Democracia ameaçada com prisão de um reitor, de estudantes e militantes da área de direitos humanos sem qualquer prova do crime cometido.

    - Presidente deposta. Presidente mantido no cargo mesmo com provas de ter cometido ilícitos graves e se manter no cargo por meio de compra de votos dos congressistas.

    - Aprovado a lei irrestrita das terceirizações em 31 de março 2017, lei 13.429.

    - Promulgada a Emenda Constitucional 95, que limita por 20 anos os gastos públicos, em 15 de dezembro de 2016.

    - Medida provisória 792 cria o programa de demissão voluntaria no serviço público. Medida publicada no Diário Oficial da União em 26 de julho de 2017.

    - Acelera o processo de privatização nos governos. Correios, Eletrobrás, Amazônia estão à venda colocando as riquezas do país na mão do grande capital internacional.

    - Suspensão de concursos públicos

    Essa onda de sucessivos ataques também chega no PR.

    Não bastasse a gente estar há mais de 20 meses sem reposição salarial, sofrendo desconto no auxílio transporte porque recebemos progressão e promoção atrasadas, não bastasse toda a onda de retirada de direitos que estamos cortando na carne, na segunda-feira, 9/10, com 27 votos a favor e 14 contra, as/os deputadas/os da base aliada deram mais um fôlego para o governador Carlos Alberto Richa. Elas/es aprovaram o Projeto de Lei 556/2017.

    Esse projeto congela por dois anos o salário do funcionalismo. É muito arrocho porque o governo quer congelar o salário do funcionalismo por mais de quatro anos.

    Placar da votação

    Mas não para por aí, o PL também congela investimentos em setores como a Saúde. E nosso ambiente de trabalho precário pode ficar pior porque não há previsão de investimentos suficientes para garantir a manutenção adequada do patrimônio público.

    Na maioria das unidades próprias da Secretaria da Saúde – Sesa – falta tudo. Imagina sem investimento nenhum!

    O que não podemos é ficar assistindo ao trator passar! Precisamos reagir! Atividades do Sindicato estão sendo planejadas para reorganizar e fortalecer a luta! Vamos nos unir para combater um mal maior!

    Vejam como votaram as/os deputadas/os

    Votaram contra as/os trabalhadoras/es e com o governador Beto Richa

    Alexandre Guimarães - PSD
    Alexandre Curi - PSB
    Andre Bueno - PSDB
    Bernardo Carli - PSDB
    Claudia Pereira - PSC
    Cobra Repórter - PSD
    Evandro Junior - PSDB
    Felipe Francischini - SD
    Fernando Scanavaca - PDT
    Francisco Bührer - PSDB
    Gilson de Souza - PSC
    Guto Silva - PSD
    Hussein Bakri - PSD
    Schiavinato - PP
    Luiz Claudio Romanelli - PSB
    Marcio Nunes - PSD
    Marcio Pauliki - PDT
    Maria Victoria - PP
    Missionário Ricardo Arruda - PEN
    Nelson Justus - DEM
    Paulo Litro - PSDB
    Pedro Lupion - DEM
    Plauto Miró - DEM
    Stephanes Junior - PSB
    Tiago Amaral - PSB
    Tião Medeiros - PTB
    Wilmar Reichembach - PSC

    Votaram a favor das/os trabalhadoras/es

    Ademir Bier - PMDB
    Anibelli Neto - PMDB
    Cantora Mara Lima - PSDB
    Claudio Palozi - PSC
    Evandro Araújo - PSC
    Márcio Pacheco - PPL
    Nelson Luersen - PDT
    Nereu Moura - PMDB
    Péricles de Mello - PT
    Professor Lemos - PT
    Rasca Rodrigues - PV
    Requião Filho - PMDB
    Tadeu Veneri - PT
    Tercílio Turini - PPS

    Abstenção

    Delegado Recalcatti - PSD

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS