SindSaude Terça-feira, 22 de agosto de 2017

Notícias

  • 07/08/2017

    GAS de valor maior?

    GAS de valor maior?
    Reivindicação é justa. Sesa enrola. Atualizada 8/8

    Sexta-feira, 4/8, foi mais um dia de levar à Secretaria a pauta da ampliação do valor da nossa gratificação. Sem novidades. O governo frustrou as expectativas da categoria porque não apresentou prazo para que essa ampliação se concretizasse.

    Jogo - A representação da Secretaria Estadual de saúde – Sesa – levou um quantitativo parcial, que indica que 1079 pessoas terão a GAS equiparada a R$ 1.223,68. Diz a Sesa que até quinta-feira, 10/8, a direção sindical terá a totalidade de setores que podem vir a ser contemplados com esse aumento no valor da gratificação.

    Contemplados – A reivindicação da brava gente é que haja a unificação da gratificação no valor maior. A categoria, em assembleia de 20 de maio, decidiu aceitar que parte das/os servidoras/es receba valor maior. A gestão propõe uma mudança que contemple todos que têm contato direto com a população.

    Desculpa de sempre - A representação da Secretaria argumentou que esses profissionais não constam do Anexo V da lei 18. 136. A direção sindical ponderou que basta a Secretaria apresentar uma emenda à lei para que as/os deputadas/os da base aliada, de maneira obediente, digam amém. E tudo o que o governo quer se aprova num piscar de olhos.

    A Secretaria propôs que o SindSaúde elaborasse uma redação de Emenda Complementar à lei 18.136 de modo que, lá na frente, qualquer alteração seja considerada legal.

    Esforço - Vale dizer que essa reunião só foi realizada porque a direção sindical brigou muito para que isso acontecesse.

    Viabilidade – O assunto também foi tratado em reunião realizada com representantes da Sefa e da Sesa nesta segunda-feira, 7 de agosto. Os governistas até tentaram alegar que não haveria condições nesse momento. No entanto  apresentamos uma série de elementos que comprovam a viabilidade e o baixo impacto financeiro da mudança.

    Pra frente - Esse governo só se move com muita pressão e com muita insistência. Essa enrolação só será superada se a categoria se envolver mais e mais nessa luta.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS