SindSaude Quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Notícias

  • 07/08/2017

    Devolutômetro é mais um desaforo de Richa

    Devolutômetro é mais um desaforo de Richa
    Pra cada real devolvido no Nota Paraná, dez foram surrupiados da PRPrev

    O mais novo desaforo do governo para a população se chama devolutômetro. Desde o final de julho, um outdoor instalado na Rua Brigadeiro Franco, uma das mais movimentadas da Capital, estampa quanto o programa Nota Paraná já destinou aos cidadãos. A primeira vista o montante é animador. No entanto, se a gente analisar com calma, tudo não passa de jogo de cena.

    O outdoor, confeccionado e mantido com dinheiro da população, estampava o montante de R$ 590 milhões no dia 4 de agosto de 2017. Vale dizer que essa conta começou em agosto de 2015. Levando em consideração que a população do Estado é formada por 11 milhões de habitantes, é como se cada cidadão tivesse recebido míseros R$ 30 por ano. O valor é a soma do que foi devolvido mais os sorteios.

    Pacotaço - Junto com o Nota Paraná, o governo conseguiu aprovar na Assembleia Legislativa, em meio ao massacre de 29 de abril de 2015, uma série de medidas fiscais. Entre elas o aumento de 50% na alíquota do IPVA e do ICMS de milhares de produtos. A medida autorizou ainda o saque mensal de R$ 150 milhões dos recursos do Fundo Previdenciário do funcionalismo.

    Assim, com o caixa mais robusto, ficou fácil destinar algumas migalhas para a população. Para se ter uma ideia, em 2016 a arrecadação de ICMS no Estado cresceu R$ 1,2 bilhões em relação a 2015. Já o que foi arrecadado com o IPVA cresceu R$ 200 mil comparando um ano com o outro. Os números são do próprio governo.

    Funcionalismo – Mas o que mais deu fôlego financeiro ao governo foi o ataque aos direitos do funcionalismo. O não pagamento do reajuste salarial aliado ao saque da previdência significaram 70% de todas as medidas. O Fundo Previdenciário, que deveria ter hoje algo em torno de R$ 12 bilhões, está com R$ 7 bilhões. São R$ 5 bilhões que deixaram de ir para o Fundo Previdenciário e foram para as contas do governo. Uma quantia 10 vezes maior do que tudo que foi destinado à população pelo Nota Paraná.

    Vergonha – A iniciativa de Richa não passa de mais uma jogada de marketing. Nem existe vontade de minimizar o peso dos impostos nem aumentar a capacidade de investimento do Estado. Enquanto ele convoca a ajuda da população para aumentar a arrecadação de impostos, a Operação Publicano, realizada pela Polícia Civil, estima que R$ 2 bilhões podem ter deixado de ser arrecadados por conta de um esquema de corrupção na Receita Estadual. Esquema esse que tem no primo do governador, Luiz Abi Antoun, um dos seus principais expoentes.

    Mobilização  Não podemos esmorecer nem perder o foco. O inimigo é o estado-patrão e é dele que temos de cobrar! Se a gente não se mobilizar, não pressionar, não mostrar a nossa indignação, ele nada de braçada! Fique atenta/o às atividades de mobilização do SindSaúde! O Sindicato somos todos nós e, juntos, podemos mais!

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS