SindSaude Terça-feira, 22 de agosto de 2017

Notícias

  • 02/08/2017

    Gestão venenosa

    Gestão venenosa
    Joka Madruga
    Desconto do auxílio transporte é a maldade da vez - Atualizada em 3/8

    O governo está descontando o auxílio transporte – AT – de várias/os servidoras/es que receberam o retroativo de progressões e promoções. A justificativa é que com o avanço na carreira, essas/es profissionais ultrapassaram o teto de R$ 2.555,34 estipulado pela Lei 17.657/2013.

    Reação - O Sindicato entrou em contato com a Sesa para exigir que esse desconto seja revisto. No entanto, o governo afirma que o desconto é legal, e que se o Sindicato contesta deve preparar um parecer jurídico. Ocorre que, em muitos casos, as/os servidoras/es que sofreram o desconto não ultrapassaram o teto, inclusive alguns tiveram o desconto, mas receberam o AT no mês de julho.

    A posição do SindSaúde - O desconto não só pega o pessoal de surpresa como acirra os ânimos nos locais de trabalho. Para muitos, o que era para ser um dinheiro a mais, está tomando uma fatia dos salários. Isso significa que as/os servidoras/es foram trabalhar com o salário inferior, pagaram pelo transporte e agora vão ter de devolver o dinheiro do AT porque o governo,  enfim, resolveu pagar o que deve. É um contrassenso! Trocando em miúdos: cumpre a lei tardiamente e retira direito, de novo!

    Pressão – Diante de mais uma agressiva retirada de direito, a nossa resposta deve ser o protesto! Nós iremos elaborar parecer jurídico, mas alertamos que isso já se mostrou ineficiente em outras ocasiões. A direção do SindSaúde entende que o que funciona com essa gestão é a pressão, um apitaço em frente à Sesa.

    Verificação do seu caso - Confira a seguir algumas informações para checar se o seu vencimento extrapolou o teto. É preciso identificar quando foi conquistado o avanço salarial, somar o quinquênio e checar se ultrapassa o teto em vigor na época. Caso a dúvida permaneça entre em contato com o Sindicato. Para receber o atendimento é importante ter em mãos exemplos de contracheques de 2015 e 2016.

    O que conta para o teto – Salário base, adicional por tempo de serviço e adicional por função gratificada.

    O que não conta para o teto – GAS, hora extra, adicional noturno.

    Valor do teto a partir da criação do AT: R$ 2.034,00 Valor do AT: R$ 124,00

    Valor do teto a partir de 2014: R$ 2.161,73 Valor do AT: R$131,79

    Valor do teto a partir de 2017: R$ 2.555,34 Valor do AT: R$ 155,79

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS