SindSaude Domingo, 22 de outubro de 2017

Notícias

  • 27/06/2017

    Perguntas e respostas sobre o pagamento do retroativo

    Perguntas e respostas sobre o pagamento do retroativo
    Quem recebeu progressão e/ou promoção em 2017 precisa ficar atento!

    É tanto calote que a gestão Beto Richa aplica em nossos direitos que na hora de pagar é aquela confusão. Foi assim no início desse ano, quando finalmente a gestão implantou as progressões e promoções atrasadas, e está sendo assim agora, quando enfim foi autorizado o pagamento do retroativo desses direitos.

    Antes de passarmos às perguntas e respostas, é importante lembrar que foi divulgada uma tabela com o cronograma dos pagamentos - disponível no final da matéria. O pagamento não será a soma de todo o devido dividido por sete parcelas, mas cada período devido pelo governo será pago em um mês específico, a começar por novembro de 2014.

    1 - Como eu sei se vou receber retroativo?
    Irá receber quem teve a implantação em janeiro ou março desse ano e que teve progressão e/ou promoção deferida entre novembro de 2014 e dezembro de 2016. É possível checar no histórico funcional disponibilizado pelo RH.

    2 - Esse pagamento tem alguma relação com a ação do retroativo?
    Não. Esse retroativo diz respeito a atrasos do governo Carlos Alberto Richa. A ação diz respeito a atrasos de direitos ocorridos no governo Lerner e Requião.

    3 - Recebi progressão este ano, mas no meu contracheque não veio retroativo, virá em folha complementar?
    Não, os pagamentos estão vindo em folha normal. No contracheque de junho só virão os valores de quem adquiriu o direito até novembro de 2015. Confira a tabela com o cronograma de pagamento no final da matéria.

    4 - Quanto vou receber de retroativo?
    Os valores dependem da situação de cada servidor.

    Exemplo - Mariana e Pedro têm direito à progressão por merecimento e apresentaram seus certificados. Ocorre que Mariana protocolou tudo certinho em abril de 2015. E Pedro em novembro de 2015. Nesse exemplo, os dois são técnicos administrativos e entraram juntos. Pedro e Mariana estão na classe C referência 3. A diferença mensal é de R$ 203,36 reais. Só que a Mariana recebeu a diferença mensal de abril a novembro de 2015. Já Pedro recebeu somente referente ao mês de novembro. Mariana recebeu R$ 1.423,52 e Pedro só recebeu R$ 203,36.

    Esse foi só um exemplo, mas importante para que todos entendam que não dá para comparar valores, pois as situações são individuais.

    5 - É possível haver erros no valor que recebi?
    Sim! Como ocorreu na implantação no início do ano, o sistema operacional encarregado de fazer os cálculos tem muitas chances de falhar devido ao volume de direitos atrasados.

    6 - Meu colega de trabalho recebeu quatro meses em atraso e eu só dois. O que aconteceu?
    Não é possível dizer se o pagamento ocorreu da forma correta apenas comparando com contracheque do colega, cada carreira possui suas especificidades.

    7 - Tenho dúvida sobre o quanto recebi, como devo proceder?
    O Sindicato está ajudando as/os servidoras/es a esclarecer essas dúvidas. Encaminhe seu contracheque e sua ficha funcional - disponíveis no RH - para o whats 41-98898-4498, pelo e-mail contato@sindsaudepr.org.br ou pelo SuperSind BAIXE AQUI

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS