SindSaude Sábado, 23 de fevereiro de 2019

Notícias

Imprimir
  • 25/01/2019

    O desgoverno de Beto Richa

    O desgoverno de Beto Richa
    Oito anos de gestão. Retrocesso incalculável para as/os trabalhadoras/es da Sesa

    Dando sequência ao diagnóstico da Sesa, no segundo capítulo elencamos algumas das promessas não cumpridas e medidas que prejudicaram as/os trabalhadoras/es da Secretaria. Segue relação abaixo.

    - Não aplicação da jornada de 30 horas semanais.

    - Corte do fornecimento de alimentação para o pessoal de 8 horas dos hospitais distantes.

    - Não pagamento de horas extras realizadas durante viagens a serviço.

    - Não realização de melhorias nos critérios de promoção e progressão.

    - Atrasos em pagamentos de direitos como promoções, progressões e quinquênios.

    - Destruição da ParanaPrevidência.

    - Perícia médica desestruturada e com condutas absurdas, que negam licenças necessárias para tratamento de saúde contribuíram para o total desalento na nossa carreira.

    - Condições de trabalho precárias e promotoras de adoecimento, situação potencializada pela falta de material adequado e chefias autoritárias e assediadoras.

    - Não ingresso de servidoras/es aprovadas/os em concurso.

    Também faz parte desse cenário de desesperança na Sesa, o desprezo da gestão Richa com relação às equipes concursadas que atuavam nos laboratórios, cozinhas e lavanderias. Esses foram terceirizados no final de 2016. As metas que estão postas nos contratos com as empresas prestadoras não correspondem à realidade da maioria dos hospitais. A roupas mal higienizadas, a demora no resultado dos exames, a alimentação de baixa qualidade têm sido uma constante!

    A licitação, feita em final de 2018, altera o valor das refeições em quase 100% e amplia a terceirização chegando nas dietas. O valor pago pelas dietas é questionável. O Estado desembolsa R$ 17,14 por uma dieta pastosa, que se restringe a um prato de purê de batatas ou uma dieta líquida. Será que Ratinho e Beto Preto vão fazer uma auditoria nesses contratos? Confira mais informações sobre a incoerência dos contratos AQUI.

    Na segunda, dia 28/1, vamos fazer o Giro na unidades, em que abordaremos a situação das unidades próprias do Estado

    Confira AQUI o primeiro capítulo desta série sobre o diagnóstico da Sesa.

Esta matéria pode ser reproduzida desde que citada a fonte.

Av. Marechal Deodoro, 314, 8º andar, conjunto 801 - Edifício Tibagi, Curitiba, PR CEP: 80010-010 Telefone: (41) 3322-0921 E-mail: contato@sindsaudepr.org.br

DOHMS